Sites Grátis no Comunidades.net



Eletroportateis
CUPOM - 12% FVCZSXKDNV

Livros
20% em Livros CUPOM AE9F-6D67-E41F-14DA

 

 

Cupom com R$ 50,00 de desconto em desktops
KMBGTLAGWV

 

Webmaster,

Rentabilize o seu site com a Netaffiliation

 

 

Revista Contigo

 

Tênis Nike Air Dictate 2 MSL W
Por R$ 169,90
Multifuncional HP Deskjet Ink Advantage 3516, Wi-Fi, Imprime, Digitaliza e Copia - Jato de Tinta Térmica e-All-in-One
Por R$ 290,03



Total de visitas: 2049303
Terramicina
Terramicina

Laboratório

Pfizer

 

 

Apresentação de Terramicina

- cáps. 500 mg: emb. c/ 8 e 100 cáps. • Xpe 25mg/ml: fr. c/ 120 ml

 

 

Terramicina - Indicações

Terramicina (cloridrato de oxitetraciclina) é indicada no tratamento de infecções sensíveis à oxitetraciclina, quando os testes bacteriológicos indicarem suscetibilidade apropriada.

 

 

Contra-indicações de Terramicina

Terramicina (cloridrato de oxitetraciclina/lidocaína) solução intramuscular é contra-indicada a pessoas hipersensíveis a qualquer uma das tetraciclinas ou a qualquer outro componente da fórmula.

 

 

Advertências

Assim como outros antibióticos, o uso da oxitetraciclina pode resultar no desenvolvimento de organismos não suscetíveis, incluindo fungos. É essencial a observação constante do paciente para esta possibilidade. Caso novas infecções devido às bactérias não suscetíveis ou fungos surjam durante o tratamento, medidas apropriadas devem ser tomadas. A aplicação tópica de Terramicina® com polimixina B deve ser complementada com terapia sistêmica no caso de infecções cutâneas graves ou que possam tornar-se sistêmicas.

 

 

Uso na gravidez de Terramicina

Não há estudos controlados disponíveis com o uso de tetraciclinas tópicas em mulheres grávidas. O uso de tetraciclinas sistêmicas em mulheres grávidas tem resultado no retardamento do desenvolvimento do esqueleto e no crescimento ósseo nos fetos. No entanto, as tetraciclinas tópicas devem ser usadas durante a gravidez somente quando os possíveis benefícios superarem os riscos potenciais. Uso em Lactantes Não se sabe se as tetraciclinas aplicadas topicamente são encontradas no leite materno. As tetraciclinas são encontradas no leite materno após administração sistêmica. Devido ao potencial de reações adversas graves em lactentes, deve-se decidir entre a descontinuação da amamentação ou do medicamento, considerando a importância do medicamento para a mãe.

 

 

Reações adversas / Efeitos colaterais de Terramicina

As reações adversas mais freqüentemente observadas após tratamento com Terramicina (cloridrato de oxitetraciclina/lidocaína) solução intramuscular foram dor no local da injeção (menos que 7% dos pacientes) e eritema (menos que 3% dos pacientes). A aplicação intramuscular deve ser profunda, com muito cuidado para não prejudicar o nervo ciático e deve-se ainda atentar para não injetar o medicamento intravascularmente. Geral: reações de hipersensibilidade incluindo urticária, edema angioneurótico, anafilaxia, púrpura anafilactóide, pericardite e exacerbação do lúpus eritematoso sistêmico. Sistema Nervoso Central e Periférico: fontanelas abauladas na primeira infância e hipertensão intracraniana benigna em adultos foram relatadas em indivíduos recebendo doses terapêuticas máximas. Estas reações desapareceram rapidamente quando o fármaco foi descontinuado (vide Advertências e Precauções-). Gastrintestinais: anorexia, náusea, vômito, diarréia, hipoplasia do esmalte dos dentes, glossite, disfagia, enterocolite e lesões inflamatórias (com super infecção monilial) na região anogenital e coloração dos dentes (vide Advertências e Precauções-). Estas reações têm sido causadas tanto pela administração oral quanto pela parenteral das tetraciclinas. Sistema Hematopoiético: anemia hemolítica, trombocitopenia, neutropenia e eosinofilia. Pele: erupções eritematosas e maculopapulares. Dermatite esfoliativa tem sido raramente relatada. Fotosensibilidade (vide Advertências e Precauções). Sistema Urinário: foi relatado aumento no nitrogênio uréico sérico que aparentemente está relacionado à dose.

 

 

Terramicina - Posologia

Terramicina (cloridrato de oxitetraciclina/lidocaína) solução intramuscular pode ser utilizada no início do tratamento, quando for necessária a segurança de níveis terapêuticos estáveis, ou em pacientes onde não se pode utilizar a via oral, por disfagia, náusea, intolerância gastrintestinal, perda da consciência, falta de cooperação, feridas traumáticas ou cirúrgicas do trato gastrintestinal ou obstrução intestinal. A administração intramuscular de oxitetraciclina produz níveis sangüíneos menores quando comparada com a administração oral nas doses recomendadas. Os pacientes que estejam recebendo oxitetraciclina intramuscular assim que possível devem passar para administração oral. Uso em Adultos Para infecções de grau leve a moderado, devem ser administrados 200 ou 300 mg diariamente, em doses únicas de 100 mg a cada 8 ou 12 horas ou em dose única diária de 250 mg. Em infecções graves, devem ser administrados 300 a 500 mg diariamente, em doses únicas de 100 mg a cada 6 a 8 horas ou em dose única de 250 mg a cada 12 horas. Uso em Crianças de Idade Acima de 8 Anos Terramicina (cloridrato de oxitetraciclina/lidocaína) solução intramuscular deve ser administrada em doses de 15 a 25 mg/kg/dia de peso corporal, não excedendo a dose máxima de adulto. As doses podem ser divididas e administradas a cada 8 a 12 horas. Uso em Pacientes Idosos As mesmas orientações dadas aos adultos podem ser seguidas para os pacientes idosos.

 

 

Características farmacológicas

Propriedades Farmacodinâmicas A oxitetraciclina é um antibiótico da família das tetraciclinas proveniente do metabolismo do Streptomyces rimosus. A oxitetraciclina é principamente bacteriostática e exerce ação antimicrobiana por inibição da síntese protéica, sendo ativa contra uma ampla gama de organismos Gram-negativos e Gram-positivos. Os fármacos da classe das tetraciclinas têm espectro antimicrobiano semelhante e é comum haver resistência cruzada entre eles. O sulfato de polimixina B, um dos compostos do grupo de antibióticos derivados do Bacillus polymyxa, é bactericida, sendo sua ação exclusivamente contra organismos Gram-negativos. Acredita-se que a ação se dá por alteração na estrutura da membrana bacteriana, resultando em um extravasamento dos componentes intracelulares essenciais. É particularmente eficaz contra Pseudomonas aeruginosa. Assim, a combinação de oxitetraciclina e sulfato de polimixina B é uma associação antimicrobiana particularmente eficaz contra organismos causadores de infecções primárias ou secundárias. Propriedades Farmacocinéticas Não há informações publicadas sobre a absorção sistêmica de oxitetraciclina após aplicação dérmica. A polimixina B não é absorvida em grande proporção através de pele íntegra ou lesada.

 

 

Modo de usar

Após limpeza cuidadosa das áreas afetadas, aplicar a pomada diretamente usando uma gaze esterilizada; repetir este procedimento duas ou três vezes ao dia.

 

 

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Administração sistêmica de tetraciclinas durante o desenvolvimento dos dentes (metade final da gravidez, infância e crianças até 8 anos) pode causar coloração permanente dos dentes, assim como retardo no desenvolvimento do esqueleto. Hipoplasia do esmalte dos dentes tem sido relatada. Embora estes efeitos sejam improváveis de ocorrer após a aplicação tópica de tetraciclinas devido às baixas doses utilizadas, a possibilidade de ocorrência destes efeitos deve ser considerada.

 

 

Armazenagem

Terramicina® com sulfato de polimixina B - pomada tópica deve ser conservada bem fechada, em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegida da luz.

 

 

Terramicina - Informações

A oxitetraciclina é primariamente bacteriostática, acreditando-se que seu efeito antimicrobiano seja devido a inibição da síntese protéica. A oxitetraciclina é ativa contra um grande número de microorganismos gram-negativos e gram-positivos. Os componentes da classe das tetraciclinas possuem espectro antimicrobiano muito similar, sendo comum a existência de resistência cruzada entre eles.