Sites Grátis no Comunidades.net



Eletroportateis
CUPOM - 12% FVCZSXKDNV

Livros
20% em Livros CUPOM AE9F-6D67-E41F-14DA

 

 

Cupom com R$ 50,00 de desconto em desktops
KMBGTLAGWV

 

Webmaster,

Rentabilize o seu site com a Netaffiliation

 

 

Revista Contigo

 

Tênis Nike Air Dictate 2 MSL W
Por R$ 169,90
Multifuncional HP Deskjet Ink Advantage 3516, Wi-Fi, Imprime, Digitaliza e Copia - Jato de Tinta Térmica e-All-in-One
Por R$ 290,03



Total de visitas: 2048975
Carnabol
Carnabol

Laboratório

Aché

 

 

Apresentação de Carnabol

compr. em strip de 20 Susp. oral em fr. de 120 ml + copo-medida de 10 ml

 

 

Carnabol - Indicações

Carnabol é indicado como estimulante do apetite e nos estados carenciais nutricionais.

 

 

Contra-indicações de Carnabol

Carnabol é contra-indicado em pacientes que apresentem hipersensibilidade a quaisquer dos componentes de sua fórmula. Carnabol não deve ser administrado no primeiro trimestre de gravidez.Carnabol também é contra-indicado em pacientes portadores de doenças hepáticas e renais.

 

 

Advertências

Carnabol comprimidos: Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico. Precauções: Carnabol deve ser administrado somente sob orientação médica durante a lactação, uma vez que o componente cloridrato de buclizina pode inibi-la devido ao seu efeito anticolinérgico.

 

 

Uso na gravidez de Carnabol

não deve ser administrado no primeiro trimestre de gravidez

 

 

Interações medicamentosas de Carnabol

Pode ocorrer somação de efeitos atropínicos quando Carnabol for administrado concomitantemente com anticolinérgicos (neurolépticos, antiespasmódicos, antidepressivos tricíclicos). O cloridrato de piridoxina interage com a levodopa, acelerando o seu metabolismo sistêmico e consequentemente, acarretando uma redução do efeito terapêutico da levodopa na doença de Parkinson. Isso não ocorre se a levodopa estiver associada com inibidores da descarboxilase. A absorção da cianocobalamina é diminuída quando a mesma é administrada concomitantemente com cimetidina e outros inibidores de H2 por similaridade. A nicotinamida eleva os níveis da carbamazepina, causando moderados efeitos neurológicos, tais como: ataxia, nistagmo e diplopia. A co-administração de nicotinamida e carbamazepina pode ocasionar vômitos também. A levolisina interage com os aminoglicosídeos, podendo determinar o aumento da toxicidade do aminoglicosídeo. Pode ocorrer redução do efeito sedativo e ansiolítico quando benzodiazepínicos forem administrados concomitantemente com a cafeína. Uma redução significante pode ocorrer no clearance sistêmico da cafeína quando administrada com a cimetidina ou com anticoncepcionais orais contendo estrogênios, prolongando a meia-vida da cafeína e consequentemente, determinando aumento do seu efeito de estimulação sobre o sistema nervoso central. A co-administração da teofilina com a cafeína, pode acarretar um aumento das concentrações plasmáticas da teofilina e consequentemente, um aumento do seu efeito tóxico.

 

 

Reações adversas / Efeitos colaterais de Carnabol

- Gastrintestinais: náuseas, vômitos, diarréias, constipação intestinal, dores abdominais, úlcera péptica. - dermatológicas: rash cutâneo, eritema de face, urticária, prurido generalizado, hiperqueratose. - renais: síndrome de fanconi e falência renal. - hematológicas: hipercolesterolemia. - cardiológicas: palpitações, taquicardias, hipertensão arterial. - sistema nervoso central: excitabilidade, insônia, agitação psicomotora, cefaléia. Excepcionalmente pode ocorrer sonolência, reversível com pequenos ajustes na posologia.

 

 

Carnabol - Posologia

Agite bem antes de usar Crianças: um copo-medida (10 ml), meia hora antes das principais refeições. Adultos e crianças acima de 12 anos: um comprimido, meia hora antes das principais refeições.

 

 

Superdosagem

Não há relatos de superdosagem com Carnabol

 

 

Carnabol - Informações

Carnabol é uma associação orexígena não-hormonal que apresenta ação terapêutica sobre a inapetência e astenia, com virtual ausência de reações adversas. Está também indicado nos estados carenciais nutricionais. Em sua formulação, apresenta os estimulantes de apetite, cloridrato de buclizina e cloridrato de carnitina; o cloridrato de levolisina, um aminoácido que atua promovendo o aumento da síntese protéica; o complexo B cujos elementos apresentados atuam nos processos relacionados com a síntese das proteínas e cafeína, um estimulante do sistema nervoso central. Quimicamente, o cloridrato de buclizina é o cloridrato de parabutilbenzil paraclorobenzidril dietilenodiamina. É um anti-histamínico, porém foi identificada uma outra ação que é como estimulante do apetite, produzindo um aumento ponderal. Seu mecanismo de ação está baseado no quadro de hipoglicemia, determinando uma anóxia. Este processo levaria a um aumento da captação periférica da glicose, uma diminuição da glicogênese hepática com economia protéica e anabolização. Além disso, a acentuada solicitação periférica da glicose aumentaria a circulação pelo shunt de hexoses monofosfato e estimularia a lipogênese pela geração aumentada da tripiridina nucleotídeo (TPNH), o que aumentaria o apetite e o peso corporal. O cloridrato de buclizina é absorvido imediatamente após a ingestão e tem uma duração de ação de 4 a 6 horas. Existe potencial para sua excreção no leite materno, embora não seja documentada em humanos. Também pode inibir a lactação devido aos seus efeitos anticolinérgicos. A levolisina é um aminoácido essencial e vital para a estrutura de importantes proteínas orgânicas. É necessária para o crescimento, reconstituição dos tecidos e produção de anticorpos, hormônios e enzimas. Além destas, sua função é de metabolizar os ácidos graxos para a produção de energia. No fígado, o metabolismo da lisina livre, obtida da digestão de proteínas alimentares, apresenta duas principais vias, que são: a síntese protéica e o catabolismo oxidativo. Sua excreção pode ocorrer através do leite materno e não há evidência científica para o uso seguro de lisina durante a lactação. Estudos demonstraram que sua meia-vida de eliminação é menor que 3 horas. A tiamina ajuda a liberar energia dos carboidratos, necessária para o bom funcionamento das células nervosas e do coração. Auxilia também na formação de hormônios e glóbulos vermelhos. A tiamina (vitamina B hidrossolúvel) tem como metabólito ativo o pirofosfato de tiamina, que age no metabolismo dos carboidratos como coenzima na descarboxilação dos alfacetoácidos, como piruvato e alfacetoglutarato e na utilização da pentose no desvio da hexose monofosfato. A necessidade está relacionada com a velocidade metabólica e é aumentada quando o carboidrato é a fonte de energia. Sua absorção gastrintestinal é dependente de transporte ativo, podendo ser por difusão passiva em grandes concentrações. Sua excreção, quando ultrapassada sua capacidade de absorção, é pela urina. O cloridrato de carnitina é importante para a oxidação de ácidos graxos; também facilita o metabolismo aeróbico do carboidrato, aumenta o índice de fosforilação oxidativa e promove a excreção de certos ácidos orgânicos. O cloridrato de carnitina da dieta é absorvido quase completamente do intestino, abundantemente por um mecanismo de transporte saturável; a absorção fracional declina quando a dose oral é aumentada. É transportado para a maioria das células por um mecanismo ativo. Há pouco metabolismo do cloridrato de carnitina e a maior parte é excretada na urina como acilcarnitinas; os túbulos renais usualmente reabsorvem mais que 90% da carnitina não-esterificada. Cada comprimido contém: cloridrato de buclizina .......15 mg cloridrato de levolisina ... 100 mg cloridrato de tiamina .... 5 mg cloridrato de carnitina .......75 mg riboflavina ......1 mg cloridrato de piridoxina ....... 2 mg cianocobalamina ....6 mcg nicotinamida ......10 mg cafeína ........ 50 mg Excipientes: estearato de magnésio, amido, celulose microcristalina, corante amarelo FD&C nº 5 laca de alumínio, fosfato de cálcio dibásico, manitol, vanilina, dióxido de silício. Cada 10 ml da suspensão oral contém: cloridrato de buclizina ....5 mg cloridrato de levolisina .....100 mg nitrato de tiamina ........4,8 mg cloridrato de carnitina ........75 mg riboflavina ......1 mg cloridrato de piridoxina ....... 2 mg cianocobalamina ....6 mcg nicotinamida ......10 mg cafeína ........ 50 mg